sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Organize-se para encontrar emprego

Recorda-se do tempo em que procurar um novo emprego envolvia a secção de classificados do jornal de domingo e um marcador preto?
Graças à tecnologia, procurar emprego atualmente parece exigir um curso avançado em análise de dados. Existem milhões de empregos publicados online numa paisagem em mudança constante de sites de emprego, sites de empresas, redes sociais, aplicações e outros.

O que é que uma pessoa à procura de emprego deve fazer?
Tem de se tornar administrador do seu próprio feed pessoal de emprego, reduzindo todos os sites e listagens a um fluxo verdadeiramente personalizado de oportunidades. A melhor forma de fazer isto é definir um grupo selecionado de sites guardados como favoritos e alertas de e-mail que vê todos os dias.
Veja como:
1. Seja específico. Se estivesse à procura de um par de sapatos online, não seria uma estratégia muito boa ir ao Google ou outro motor de busca e digitar "sapatos." Você visitaria mais provavelmente o site de uma empresa que fosse ao encontro do seu estilo específico e orçamento, e depois procuraria o tipo de sapatos que queria — em termos de estilo, preço e talvez cor ou altura do salto.
O mesmo se aplica à procura de emprego. Um erro comum entre as pessoas que estão à procura de emprego e usam os maiores sites de emprego — como o CareerBuilder.com, o Monster.com, o Indeed.com e o SimplyHired.com — é efetuarem uma pesquisa demasiado extensa.
O seu primeiro passo para cultivar um feed pessoal de emprego é ter claro os termos exatos que correspondem melhor aos empregos que quer. Se lança uma rede demasiado grande, como pesquisar "marketing" ou "Atlanta" ou "competências de redação," receberá demasiados resultados que só servirão para desperdiçar o seu tempo e energia.
Use sempre a Pesquisa Avançada em qualquer site de empregos que visite, o que lhe permitirá introduzir critérios múltiplos de pesquisa (como empregos de marketing em Atlanta que requerem competências de redação excelentes), e seja o mais específico possível em termos de setor, localização, nível de experiência e outros fatores (como especificar "marketing online" ou "competências de copywriting."
Sim, poderá por vezes perder um anúncio aqui ou ali, mas compensará isso no tempo poupado a selecionar centenas de anúncios que não se adequam às suas necessidades.

2. Aumente o seu know-how de nicho. O termo "hiper-local" não se aplica apenas às notícias; também se aplica a empregos. Muitos empregadores querem eliminar candidatos não qualificados, por isso só anunciam empregos em sites de emprego dedicados aos seus setores. Uma das suas tarefas como candidate a emprego é encontrar os sites de emprego de nicho para a sua área.
A forma mais fácil de fazer isto é fazer uma pesquisa no Google sobre o nome do seu setor e a palavra "empregos." Exemplos de sites de emprego de setores de nicho incluem Mediabistro.com, Insurancejobs.com, HRJobs.com, e Idealist.org (para empregos/voluntariado em organizações sem fins lucrativos).
Empregos num setor específico podem também ser encontrados nos sites das associações profissionais ou comerciais que servem essa área. Por exemplo, a Society for Human Resource Management tem um site de empregos, assim como a American Marketing Association.
Os diferentes setores não são os únicos nichos, claro. Se quiser trabalhar numa empresa que procura especificamente candidato a emprego pertencentes a grupos minoritários, uma pesquisa no Google sobre "empregos para minorias" apresentará sites como o DiversityJobs.com.
Se o trabalho à distância ou ter um horário flexível é de máxima importância, uma pesquisa no Google sobre o termo "empregos flexíveis" apresenta o FlexJobs.com. Escrever as palavras "empregos para executivos" resulta em sites como o 6figurejobs.com e o TheLadders.com.
Uma vez que encontre o tipo de emprego que deseja, assinale nos sites para uma maior e mais fácil referência diária e, quando estiver disponível, adira também a alertas diários para receber emails sempre que estiverem disponíveis os empregos do nicho que procura.

3. Leve as redes sociais a sério. Contrariamente à opinião popular, as redes sociais não têm só a ver com vídeos virais, Lady Gaga e gatos. Muitas empresas importantes levam as redes sociais a sério como ferramentas de recrutamento. Terá de fazer o mesmo, especificamente quando se trata do Twitter e do LinkedIn.
A maneira mais eficaz de usar o Twitter para procurar emprego é manter a sua atividade relaciona com procura de emprego separada das suas outras atividades no Twitter, como seguir os tweets dos seus amigos ou tweets com notícias de última hora.
Primeiro, crie uma lista intitulada "Empregos" na sua página de perfil do Twitter (poderá optar por a sua lista ser privada para só você lhe poder aceder) ou usando uma aplicação de terceiros como o Tweetdeck.com ou o Hootsuite.com.
Depois de ter isto configurado, vá à Pesquisa Avançada do Twitter para encontrar o tipo de anúncios de emprego que está à procura com base em palavras-chave, localização e outros fatores.
Ao realizar uma pesquisa amostra sobre "empregos de marketing online em Atlanta," por exemplo, deparei-me com mais de vinte empregos colocados no twitter na última semana. Cada tweet inclui um link para encontrar a descrição completa do emprego num site, que é outra boa maneira de descobrir sites de nicho do seu setor.
Em seguida, observe a lista de tweets que aparece nos seus resultados e "siga" os feeds do Twitter que disponibilizam os melhores anúncios de emprego. No exemplo acima, encontrei LinkedIn Jobs, Atlanta Jobs, e MBA Highway, entre outros, por isso, se estivesse à procura de um emprego de marketing online em Atlanta, começaria a seguir estes feeds do Twitter.
Guarde nos favoritos a sua lista de "Empregos" no Twitter e a página da pesquisa Avançada. Visite estes dois favoritos todos os dias e continue a clicar "seguir" nos feeds do Twitter que publicam os melhores empregos para si.
O LinkedIn, ao contrário do Twitter, é completamente focado na rede de conhecimentos profissionais, por isso não há necessidade de separar a sua atividade de procura de emprego. O seu ponto de partida para encontrar anúncios no LinkedIn é em baixo do separador “Empregos” na navegação principal.
À primeira vista, a funcionalidade de Empregos do LinkedIn parece semelhante a outros sites de emprego em relação à capacidade de pesquisar por vários critérios, mas oferece outro elemento importante: a capacidade de pesquisar empregos com base no nível de ligação que se tem com o empregador.
Após ter preenchido os seus critérios na página de Pesquisa Avançada, receberá uma lista de resultados juntamente com uma lista de maneiras de refinar a sua pesquisa, no lado esquerdo do ecrã.
Quando refinar os resultados da pesquisa por "relação," poderá ver anúncios de emprego conforme tenha ligações de primeiro, segundo ou terceiro grau com essa organização. Isto é informação crucial para determinar se poderá pedir a alguém da sua rede de contatos para o apresentar pessoalmente ao responsável pela contratação ou recrutador dessa organização.
Para além de pesquisar os anúncios de emprego do LinkedIn, veja os Grupos do LinkedIn, que também têm áreas com anúncios de emprego. Vá ao Diretório de Grupos do LinkedIn e procure grupos do seu setor ou outros nichos. Em seguida, para cada grupo a que aderir, clique no separador "Empregos" dentro desse grupo.
Se o grupo for privado, estes anúncios não aparecerão numa pesquisa geral no Google, de forma que poderá encontrar oportunidades que não foram publicadas em mais nenhum sítio.
Para adicionar estas oportunidades do LinkedIn às suas "voltas" diárias, opte por receber alertas de emprego diários (disponíveis na página principal de Empregos do LinkedIn) e receber e-mails de resumo diário de cada grupo a que pertence.
Depois de ter todos estes alertas e favoritos configurados (um processo que poderá demorar uma hora ou duas), recomendo agendar um horário específico na sua agenda todos os dias para ver os sites e alertas de e-mail de uma só vez.
Se não está a encontrar as oportunidades que quer, volte e ajuste as palavras-chave ou critérios de pesquisa até sentir que está a receber um feed verdadeiramente personalizado de oportunidades.

Sem comentários: